Objetivando transmitir informações relativas as ações desenvolvidas pelo Programa Educacional de Resistência as Drogas e a Violência (PROERD)...

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Histórico do PROERD

Histórico do Programa
A Brigada Militar, desde 1998, vem desenvolvendo o PROERD (Programa Educacional de Resistência às Drogas e Violência), nas escolas do Estado, através de policiais militares voluntários.
O PROERD é baseado no programa Norte Americano D.A.R.E. (Drug Abuse Resistance Education), que foi desenvolvido em Los Angeles, Califórnia, em 1983, e já é aplicado em outros 50 países envolvendo 60 mil policiais. Os Estados pioneiros no Brasil foram Rio de Janeiro e São Paulo, sendo iniciado no Estado do Rio Grande do Sul no ano de 1998, com a formação de duas turmas de alunos da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Piratini, em 15 julho do mesmo ano.
O que vem a ser o DARE?
Primeiramente, a sigla DARE significa DRUG ABUSE RESISTENCE EDUCATION (Educação para resistir ao abuso das drogas), é o maior programa de prevenção às drogas e à violência existente no mundo, sendo difundido em mais de 100 (cem) países.
O DARE foi idealizado e posto em prática nos Estados Unidos da América, tendo sido iniciado no ano de 1983, na cidade de Los Angeles/Califórnia, pelo Distrito Escolar em parceria com o Departamento de Polícia, porquanto, os professores nas escolas, temiam falar sobre o assunto acreditando que sofreriam represálias dos traficantes que rodeavam e aliciavam as crianças.
Para tanto, os policiais eram retirados das atividades de rua para serem submetidos a um curso de formação para aprenderem a lidar com as peculiaridades das crianças, como, por exemplo, a forma de transmitir os conhecimentos sobre o assunto. Por ter sua eficiência comprovada, rapidamente o DARE alcançou 50 (cinqüenta) países, inicialmente, chegando até o Brasil.

No Brasil, o PROERD
Ao chegar ao Brasil, o DARE tomou outra identidade e passou a se chamar Programa Educacional de Resistência às Drogas e a Violência – PROERD que foi implantado na Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro e depois na Polícia Militar do Estado de São Paulo e assim adquirindo forma até que em 1997 conseguiu a sua expansão em nosso País.
Hoje o PROERD existe em todos os Estado da Federação Brasileira, sendo aplicado à crianças que estão cursando o 5º ano (antiga 4ª Série), adolescentes do 7º ano (antiga 6ª Série) do Ensino Fundamental, com o Currículo de 10 (dez) lições, ministradas uma vez por semana.
Há também o Curso de Pais, executado em 05 (cinco) lições, tendo como pré-requisito a aceitação voluntária dos pais das crianças e adolescentes atendidos. Contudo, para aplicação destas aulas, o Instrutor PROERD, que é um policial militar, ministra suas aulas fardado e conta com a participação e o auxílio do professor dos alunos em sala de aula.

PROERD – Como se aplica o programa
O Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência é aplicado em 10 (lições), sendo uma aula por semana, durante um trimestre, dentro do semestre letivo, onde os alunos aprendem através de várias dinâmicas educativas a fortalecer a auto-estima, a ter autoconfiança, reconhecer as tensões do dia-a-dia e a maneira natural de controlá-las.
Aprendem, também, a resolver desentendimentos de uma maneira aceitável sem gerar violência, técnicas de resistência às diversas fontes negativas de pressão ao uso de drogas, os malefícios causados pelas drogas lícitas e ilícitas.
Consoante ao Curso de Pais, este é desenvolvido pela adesão voluntária dos pais dos alunos atendidos pelo Programa, sendo ministrado em 05 (cinco) lições em dias e horários de comum acordo entre a Escola, Instrutor e os Pais dos Alunos.
Todos os Cursos do PROERD são desenvolvidos com a utilização de uma cartilha, didaticamente elaborada, para o desenvolvimento das lições, além da entrega de um Diploma de Conclusão do Curso que contém o compromisso das crianças, adolescentes e pais, de ficarem longe das drogas da violência.

Sobre o Currículo do PROERD
O trabalho desenvolvido no currículo do PROERD tem o objetivo de ajudar no desenvolvimento e na consciência de cidadania das nossas crianças, adolescentes e pais, destinando a eles as atribuições necessárias para que possam conhecer a cultura social, os valores dessa sociedade, tanto éticos quanto morais.
Ademais, é necessário que se diga que o PROERD atua na prevenção primária e não na repressão, ensinando as crianças, adolescentes e pais a se manterem longe das drogas e da violência.

Perfil do Instrutor
Para que possa integrar o PROERD o policial militar deve ter algumas qualidades necessárias ao desenvolvimento do programa:
- Ser voluntário;
- Ter conduta ética e moral aceitável socialmente;
- Ter auto-estima elevada;
- Saber falar em público;
Ser dinâmico e gostar de criança;
- Ser afetuoso para poder realizar bem o seu mister;
- Não ser possuidor de vícios.
Dadas as qualidades, o policial militar passa por um Curso de Capacitação de 80 (oitenta) horas/aula, onde aprende a planejar e executar as lições do programa, através de aulas nas áreas de educação, saúde, medicina, psicologia e legislação.

Um comentário:

luis paulo fernandes disse...

o porque de nun fazer no ensino medio